Slideshow Javascript by WOWSlider.com v4.8
sombra_menu

11ª Legislatura - 2017/2020


Biênio:
2017/2018
Presidente:
José Rodolpho Moris

 

 



 


 




História



Cabrália Paulista em 1939

 

  O Nascimento do Patrimônio do Mirante, atual Cabralia Paulista, teve sua origem remota quando as ferrovias Noroeste do Brasil e Paulista se emulavam na disputa do bravio sertão compreendido entre os Rios Tiête e Paranapanema, rumo a oeste do Rio Paraná.

Assim em 1905, a companhia de Estrada de Ferro Noroeste do Brasil plantava em Bauru o marco de partida em direção ao Mato Grosso e a Companhia Paulista de estradas de ferro em 1910, transpondo o Rio Tiête, alcançava a povoação de Bauru. Fruto natural do progresso das vias férreas inúmeras cidades iam surgindo ao longo dos trilhos de ferro.
De outra parte, intrépidos e destemidos bandeirantes modernos, antecipando-se à solução fácil e lógica do desbravamento dos sertões, trazido pelo lastro das ferrovias iam semeando povoações onde dai alguns anos, viria o transporte ferroviário colher os frutos da agricultura e da pecuária e até mesmo da industria.

       Filha desse espírito de aventura nasceu Cabralia Paulista. Além de Bauru, além dos rios Feio e Batalha, terras desconhecidas e incultas esperavam sua vez de civilização e progresso. Foi então que, pelo ano de 1915, o autêntico desbravador de sertões, Antônio Consalter Longo imigrante italiano, proveniente da cidade de Agudos, radicou-se em vasta área de terreno à margem esquerda do Rio Alambari, a 42 kilomêtros de Bauru, terras estas pertencentes originalmente ao Coronel Rodrigues Alves.

        Juntamente com Manoel Francisco do Nascimento, imigrante português e dono de terras adjacentes as de Antonio Consalter Longo, resolveram doar à Mitra Diocesana de Botucatu uma área de vinte e dois alqueires e ai por meio de aforamento de datas, criar o Patrimônio do Mirante. Em 1920, foi inaugurada a capela em louvor do Senhor Bom Jesus, passando, a partir dessa data a chamar-se o lugar: Patrimônio do Senhor Bom Jesus do Mirante. Ao lado da igreja, o Patrimônio ia crescendo e já em 1922 pela Lei nº 1893, de 16 de Dezembro , tornava-se distrito do Mirante, pertencente ao município de Piratininga, pelo Decreto nº 9775, de 30 de Novembro de 1938 o distrito de Mirante passou a denominar-se Cabralia e em 30 de novembro de 1944, pelo Decreto-lei nº 14.334, mudou novamente a denominação, passando a se chamar Pirajai. Em 24 de Dezembro de 1948, pela Lei nº 233, o então distrito de Pirajai era elevado a município, constituído do único distrito original, com o nome de Cabralia Paulista, pertencendo a Comarca de Piratininga.



 

 

28/11/2017 - 20:00
Sessão Ordinária
Local:
Sala das Sessões Nick Carter Moris
Observações:
Compareça, sua presença é muito importante!




 

@camaraoriente.sp.gov.br


embedgooglemaps.com/pt/
google maps gömmek
Câmara Municipal de Oriente
Thomas Martins Parra, 62 - Centro
(14)3456-1146    
de segunda-feira a sexta-feira das 08h00 às 16h00